Notícias

Planejamento sucessório: Qual o método ideal?

Na semana passada, falamos sobre os motivos, especialmente nestes últimos tempos, de se fazer um Planejamento Sucessório Empresarial, para garantir o futuro do negócio da família.

Um planejamento começa pelo levantamento da integralidade do patrimônio. O segundo passo é a escolha do administrador. Com essas informações, o empresário terá condições, com a devida assessoria jurídica, de seguir para a definição do método ideal para o processo de sucessão. Vamos falar um pouco sobre 03 métodos tradicionais:

Testamento

Um método muito comum é o testamento. Com ele, o testador pode distribuir seu patrimônio da forma como desejar, respeitada a quota legal dos herdeiros.

Doações

A doação é determinada em vida e o doador pode fazer as doações com reserva de usufruto; neste caso, ainda deterá o direito de usufruir do patrimônio como desejar, até o seu falecimento.

Holding familiar

É uma empresa constituída por pessoas da mesma família, com o objetivo específico de administrar os seus bens. Normalmente, a holding familiar é constituída como uma sociedade limitada, em que os membros da família se tornam sócios e cada um terá uma quota de participação.


Além desses que apresentamos, existem outros métodos, que também podem facilitar o processo de sucessão empresarial. O mais importante é entender qual desses métodos será o ideal para o perfil do titular do patrimônio. Qualquer um desses planejamentos tem a vantagem de evitar os contratempos e o longo período a se enfrentar com o inventário judicial.

Notícias

Últimas notícias