A atuação dos escritórios está sempre atenta às modificações legislativas, doutrinárias e jurisprudenciais, relacionadas às atividades principais da empresa.

O principal papel dos escritórios é respaldar seus Clientes no desenvolvimento de suas atividades, evitando, principalmente, o desperdício de tempo, foco e dinheiro em longos conflitos judiciais.

Atuam na recuperação de ativos financeiros nas esferas judicial e extrajudicial; orientação e negociação com fornecedores e clientes estratégicos; proposituras de ações judiciais para recuperação de créditos; orientação e execução de recuperação judicial/extrajudicial; análise e elaboração de contratos; registro de marcas e patentes, dentre outros.